Hidrocele em Crianças

Doenças do Baço
15 de junho de 2017
Tomografia em Crianças
13 de outubro de 2017

Hidrocele é a presença de líquido ao redor do testículo que, em geral, não causa dor para a criança. Na avaliação de uma criança com hidrocele, é importante o exame cuidadoso do testículo e da região inguinal, pois, em algumas situações, pode haver associação com tumores desta região.

A maioria das hidroceles em crianças são de natureza benigna e observadas durante o primeiro ano de vida. Nesta idade, quando isoladas, desaparecem espontaneamente, sem necessitar de tratamento cirúrgico. Em menor frequência, no entanto, pode haver uma hérnia inguinal associada e necessitarem cirurgia.

Por outro lado, hidroceles que podem aparecer ou persistir após o segundo ano de vida. Nesta situação equivalem à presença do conduto de uma hérnia inguinal. Através do conduto da hérnia, o líquido proveniente do abdome se dirige para a região ao redor do testículo. Não é incomum nestes casos os pais observarem variação importante do volume da bolsa e da região testicular ao longo do dia.

O chamado “cisto de cordão” ou “hidrocele de cordão” é quando o líquido se acumula junto ao trajeto dos vasos do testículo, na região inguinal, acima da gônada. Também necessita ser diferenciado de uma hérnia inguinal.

Há ainda outras causas que podem levar à hidrocele como trauma na região. Neste caso, a observação costuma ser suficiente e a resolução do quadro ocorre de forma espontânea. Por sua vez, quando há associação com tumor testicular, a condição merece tratamento específico voltado para essa lesão principal.

Crianças com hidrocele com dor testicular importante necessitam ser avaliadas em busca de outras causas para a dor. Por exemplo, doenças agudas do próprio testículo podem ser responsáveis pela dor. Algumas delas, como a torção testicular aguda são condição de emergência para avaliação e tratamento pelo cirurgião pediátrico.

As hidroceles em crianças possuem causa, evolução e mesmo tratamento diferente do empregado nesta condição em adultos. Desta forma, é importante que a criança com hidrocele seja avaliada por Pediatra e/ou Cirurgião Pediátrico para observar as particularidades da faixa etária pediátrica.